Rosa sonhava em escrever um livro que mudasse a vida das pessoas, mas não sabia qual história contar. Foi então que, em 2017, sua vida começou a mudar e, com isso, sua história de vida também.

Uma inflamação no olho levou Rosa ao médico. Como o problema sempre voltava, ela foi encaminhada para outro especialista. Desde então, surgiram problemas na pele, no pulmão, na orelha, nos ossos, na garganta… Rosa passou por doze especialistas. Até médicos dos Estados Unidos estavam debruçados sobre o caso.

Quase dois anos depois do primeiro sintoma, o décimo segundo médico desvendou o mistério: Granulomatose de Wegener, uma doença que aparece em uma a cada um milhão de pessoas. Rosa não desanimou. Pelo contrário, transformou a dificuldade em brincadeira. Contou que nunca teve a mesma sorte para ganhar na loteria.

Foi a partir dessa experiência que nasceu seu livro O Décimo Terceiro Médico, no qual Rosa fala sobre os anjos que apareceram nesse momento. Cíntia, colaboradora da Unimed Gerais de Minas, foi um deles. Ela marcou todos os exames da Rosa, mais de 130. Passava horas fazendo ligações para conseguir a melhor data e hospital.

Se apareceram tantos anjos na vida de Rosa, talvez tenha sido porque em momento algum ela tirou o sorriso do rosto. Não é à toa que na Rádio Liderança, o programa dela é o que tem mais ibope, com ouvintes até da Nova Zelândia! A cada episódio que nos contava, como quando comentou com o médico que não sabia como ainda não tinha morrido, Rosa soltava uma gargalhada e nos ensinava sobre a importância de lidar bem com os problemas.  E para isso ela dá a receita: “sabedoria e fé”.

Ver comentáriosFechar comentários

Deixe seu comentário

Top