Até hoje Socorro Ferreira se lembra de quando foi chamada para ser colaboradora na Unimed Belo Horizonte. Era dia 18 de outubro de 1988. Socorro ganhou a matrícula 428 no crachá e, mesmo depois de acompanhar três mudanças de sede da Unimed, nunca mais se esqueceu do endereço Rua Maranhão, 388, onde tudo começou. 

Socorro tinha 20 anos e havia concluído o curso de Técnica em Processamento de Dados quando ocupou o cargo de Digitadora na Unimed BH. Ela digitava os relatórios dos prestadores de serviços, fazia cadastros de clientes e entregava os honorários digitados para os médicos. Apesar de ser o cargo mais baixo para quem se formava como Técnica em Processamento de Dados, Socorro enxergava a vaga como uma oportunidade. E estava certa. 

Dois anos depois de ser contratada, foi promovida para supervisora da área de Digitação. Em seguida, para Operadora de Sistemas e para a área de Contas Médicas e Hospitalares. Hoje, é Supervisora de Operações do Provimento. Coordena o trabalho de seis pessoas e tem a confiança de todos da empresa. 

Socorro faz questão de compartilhar com os novatos o aprendizado que teve durante esses 30 anos. Ninguém começa uma história pelo final. Quando começamos uma história, quase sempre, estamos muito longe de onde gostaríamos. E aceitar isso e não desistir da caminhada é uma das formas de vencer e sorrir nesse mundo ao mesmo tempo. Socorro não se esquece do dia 18 de outubro de 1988, quando tudo começou. Como sempre, do início. 

Ver comentáriosFechar comentários

Deixe seu comentário

Top