“Eu estava assistindo um jogo de futebol e comecei a passar mal. Fui até o quarto e falei com a minha mulher. Depois disso, não lembro de mais nada. Diz minha mulher que antes de desmaiar, eu falei que queria ir dirigindo pro hospital. Ainda bem que ela não deixou. Quando os médicos chegaram, tiveram que ficar mais de 15 minutos tentando me reanimar no portão de casa. Conseguiram recuperar o batimento do meu coração, mas só acordei muitos dias depois.”, nos contou Ivan Crepaldi, de 72 anos, que há cinco anos teve um infarto e passou mais de cinquenta dias internado. 

O episódio serviu de alerta para Seu Ivan que, hoje, faz parte do Programa Saúde do Idoso na Unimed Montes Claros. Toda quarta-feira ele se reúne com um grupo de idosos e participa de várias atividades, acompanhado de fisioterapeuta, nutricionista, clínico geral e enfermeiros.

“O Programa nos ajuda a ficar ciente do nosso estado de saúde e também nos mostra alternativas para ser mais saudável. O que eu não imaginava é que faria tantos amigos nos encontros. Para você ter uma ideia, antes, eu nem gostava de falar em público. Agora, acho que falo até demais. O pessoal organiza festa, faz excursão. Já foram até para Caldas Novas.”

Ivan faz parte do Saúde do Idoso desde 2016 e disse que nem imagina deixar o programa. Além das atividades de quarta-feira, Seu Ivan tem outro segredo para aproveitar a vida. “É muito importante ter um hobby, sobretudo depois que estamos mais velhos. Eu minha mulher somos companheiros inseparáveis de pescaria. A gente sai para pescar e fica até quatro dias dentro do barco. Teve uma vez que passou um tanto de estrangeiro em um daqueles barcos de vapor. Por coincidência, estávamos com todos os peixes que tínhamos pescado na mão e os estrangeiros começaram a nos fotografar. Deve ter foto nossa espalhada em tudo quanto é canto do mundo!” 

Ver comentáriosFechar comentários

Deixe seu comentário

Top